Notícia

Chefs premiados apresentam pães artesanais em feira

Baguetes, ciabatas, crostatas e versões integrais. São pães feitos através de processos de fermentação natural, com massas que chegam a descansar por mais de 12 horas, e que resultam em produtos com casca crocante e miolo aveludado, com cheiro de casa de avó. Numa versão rústica, os pães, que já ganharam fama de vilões de dietas, conquistam espaços na mesa de quem quer algo com qualidade, mais natural e, claro, com muito sabor.

O Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria do Espírito Santo (Sindipães) e a Associação da Indústria de Panificação do Espírito Santo (Aipães), em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae ES), apresentam esse novo momento da panificação brasileira, com a presença de renomados profissionais como Rogério Shimura – chef boulanger proprietário da Levain, conceituada escola de panificação de São Paulo, e ex-sócio do chef Alex Atala – e Papoula Almeida, chef-sócia da Padoca do Maní, eleita ano passado a melhor padaria de São Paulo, em aulas-show durante a Super Feira Acaps Panshow, que começa nesta terça-feira (19) e vai até quinta-feira (21), no Pavilhão de Carapina.

Com uma vasta programação, que inclui ainda a presença do chef alemão Martin Göttlich, e do chef capixaba Juarez Campos, o estande do Sindipães e da Aipães será uma padaria em pleno funcionamento, com fornos, área de preparo e espaço para se tomar um cafezinho. Projeto denominado #vemprapadaria, o estande de 240 metros quadrados contará ainda com a Arena Panshow, com capacidade para 50 pessoas para a realização de aulas show.

Para o presidente do Sindipães, Luiz Carlos Azevedo de Almeida, a presença de chefs como Shimura e Papoula reforça a importância do investimento e do resgate na fabricação de pães de fermentação natural. “Queremos mostrar a importância de se criar e inovar dentro da panificação. Há uma demanda crescente por pães rústicos, e as padarias precisam estar prontas para atender com processos e tecnologias avançadas”, ressaltou.

Com 2 mil padarias no Espírito Santo que geram 25 mil empregos diretos empregos e faturam R$ 2,7 bilhões por ano, esse é o primeiro passo de um projeto do Sindipães em parceria com a Associação Brasileira da Indústria da Panificação (Abip) para aumentar o consumo per capita de pão no Brasil, que hoje é de 34 quilos. Em países como Chile, Alemanha e Argentina, esse número é de 93, 75 e 73 quilos por pessoa, respectivamente.

O presidente da Aipães, Ricardo Augusto Pinto, explicou que o setor busca oferecer mais opções de pães, como os de fermentação natural, o que pode consequentemente elevar o consumo. “A ideia não é substituir produtos, mas termos pães com características diferenciadas que, em alguns casos, harmonizam melhores com comidas e bebidas”, ressaltou, ao lembrar que a Super Feira Acaps Panshow é uma oportunidade de reciclagem e de intercâmbio com panificadores de todo o país. 

Programação

19 de setembro

15h30 às 16h30: Confeitaria afetiva, com chef Harliey Gudy Remorino Kilppel

17 às 19h: Pão Alimento, com chef padeira Papoula Ribeiro, da Padoca do Maní

19h30 às 21h: Massa Madre Alemã, com chef Martin Göttlich, padeiro alemão especialista em panificação

20 de setembro

15h30 às 16h30: O Pão nosso de cada dia, com chef Isaura Pinho Caliari / Maria Luiza Gireli

17 às 19h: O Pão na Gastronomia, com chef Juarez Campos

19h30 às 21h: Pães artesanais com uso de fermentação natural, com Genilson Pereira e Adenailton

21 de setembro

15h30 às 16h30: Rick's Burger: vivenciando a formação de uma marca – Case de Sucesso com Henrique Cesar Malhado

17 às 19h: Fermentação Natural na Panificação, com chef Rogério Shimura, da Levain Escola de Panificação

19h30 às 21h: Chocolateria na Panificação, com chef Evelize Fraga



Publicado em 18/09/2017
Outras notícias